Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 23 de novembro de 2016. Atualizado às 16h23.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

segurança

23/11/2016 - 17h24min. Alterada em 23/11 às 17h28min

Exército irá reforçar segurança na Redenção a partir da semana que vem

Secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer, falou durante coletiva na Federasul

Secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer, falou durante coletiva na Federasul


FREDY VIEIRA/JC
O Exército deve, a partir da semana que vem, reforçar a segurança do Parque da Redenção, em Porto Alegre. De acordo com anúncio feito pelo secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer, soldados do Exército, acompanhados pela Brigada Militar, realizarão o Exercício Guarujá, treinamento para o cumprimento do dispositivo constitucional da garantia da lei e da ordem próximos ao Colégio Militar e em outros pontos do parque.
A medida foi anunciada por Schirmer nesta quarta-feira (23), em coletiva da reunião-almoço Tá Na Mesa, promovido pela Federasul. A ação deverá ser pontual, e não de policiamento ostensivo, seguindo o mesmo modelo que ocorre em bairros como Guarujá, Serraria e Santa Tereza, onde militares realizam barreiras periódicas. Conforme Schirmer, os detalhes ainda não foram fechados e devem ser resolvidos com o prefeito José Fortunati.
Em nota, o Comando Militar do Sul afirmou que as ações acontecerão de forma inopinada, sem previsão de data, e sempre nas proximidades de quartéis. Os militares atuarão em Postos de Bloqueio e Controle de Estradas (PBCE) e patrulhas motorizadas, a pé e a cavalo. A nota do CMS ainda destaca que, por se tratar de um exercício, o Exército não possui poder de polícia, por isto conta com o apoio da Brigada Militar.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia