Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de novembro de 2016. Atualizado às 10h48.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Ensino

03/11/2016 - 10h51min. Alterada em 03/11 às 11h50min

MEC promete divulgar lista final de locais com adiamento do Enem nesta sexta

Site oficial do Enem nesta quinta (3) não faz nenhuma referência aos adiamentos de datas

Site oficial do Enem nesta quinta (3) não faz nenhuma referência aos adiamentos de datas


Reprodução/Site Enem/JC
O Ministério da Educação (MEC) informou que vai divulgar até esta sexta-feira (4) uma nova lista de locais de provas onde o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será cancelado em razão das ocupações de prédios feitas por estudantes secundaristas. Segundo o MEC, os candidatos afetados serão informados por SMS, e-mail e na Página do Participante, no site do Enem.
O MEC já havia informado que o exame seria adiado para candidatos que fariam provas nos prédios que estavam ocupados e estimava que 191 mil alunos seriam afetados - eles prestarão o Enem em 3 e 4 de dezembro, e não neste fim de semana.
Se até esta sexta-feira outras escolas forem ocupadas, o Enem também será cancelado nesses locais. No caso dos prédios já ocupados, o adiamento acontecerá mesmo em caso de desocupação nos próximos dias.
Ação. As incertezas em relação ao Enem aumentaram nesta quarta-feira, quando o procurador da República no Ceará, Oscar Costa Filho, pediu a suspensão do Enem no País, sob o argumento de que provas em diferentes datas, questões e temas de redação ferem a isonomia da seleção. A Justiça Federal ainda não se manifestou sobre o pedido.
O MEC informou, em nota, que pediu à Advocacia-Geral da União (AGU) que apresente à Justiça os fatos "que demonstram o grave equívoco" do procurador. "Todo ano, o Enem realiza dois tipos de prova e, consequentemente, duas redações. As provas têm o mesmo princípio de equivalência, garantindo igualdade de condições a todos os inscritos." O MEC se refere ao fato de presidiários e adolescentes infratores já fazerem as provas em dias distintos.
Estudantes inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que têm a Universidade de Brasília (UnB) como local de prova se queixam da falta de informações. Ocupada na segunda-feira, a UnB não consta na lista de escolas que tiveram a data da prova adiada para dezembro. A relação foi divulgada na terça-feira, 1º, pelo MEC.
A estudante Danna Gomes, de 18 anos, diz que telefonou em busca de informações, mas os atendentes não souberam informar o que acontecerá. "Não recebi nenhuma mensagem e os atendentes falaram que não foram informados da ocupação", diz Danna, que tenta Medicina. Até agora, três prédios da UnB estão ocupados: a Reitoria, o Bloco de Aulas Sul e parte do Instituto Central de Ciências.
Cairo Everton, de 22 anos, que também tem a UnB como local de prova, conta que ainda não recebeu nenhuma mensagem sobre o possível adiamento. "Estou esperando até sexta-feira."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia