Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de novembro de 2016. Atualizado às 08h38.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Notícia da edição impressa de 24/11/2016. Alterada em 23/11 às 22h01min

Lisca indica mudança de formação e tática

Alex deve voltar ao meio-campo, dando mais experiência ao time, que ainda terá Seijas e Nico López

Alex deve voltar ao meio-campo, dando mais experiência ao time, que ainda terá Seijas e Nico López


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Depois de repetir o time montado por Celso Roth diante do Corinthians, o técnico Lisca promoverá mudanças para tentar salvar o Inter do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. A ideia é deixar o time mais experiente, mais "cascudo", como se diz na gíria do futebol. As principais alterações são a entrada de Seijas e Alex no meio e Nico López no ataque.
Além das mudanças nominais, Lisca colocará o time em campo em uma formação 4-1-4-1. Quem deixou o time foram os atacantes Eduardo Sasha e Aylon. Com Rodrigo Dourado e Vitinho poupados devido a problemas físicos, Lisca escalou a equipe com Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Geferson; Anselmo; Anderson, Fabinho, Alex e Seijas; Nico López.
A tendência é de que Dourado esteja disponível para a partida com o Cruzeiro, domingo, às 17h, no Beira-Rio. Vitinho preocupa um pouco mais. No entanto, a tendência é de que os estrangeiros ganhem a titularidade. Seijas e Nico López foram bastante elogiados pelo técnico, mesmo após a derrota para o Corinthians na segunda-feira.
O Colorado abre a zona de rebaixamento com 39 pontos, três a menos que o Vitória, 16º, faltando apenas duas rodadas para o fim do Brasileirão. Por isso, não pode pensar em qualquer outro resultado que não o triunfo para seguir com chances de seguir na Série A. Para manter a tranquilidade, a direção e a comissão técnica decidiram treinar com portões fechados.
Para ter ainda mais privacidade e garantir a segurança dos atletas, os trabalhos de hoje e amanhã serão realizados no Hotel Vila Ventura, em Viamão, na Região Metropolitana da Capital. O grupo permanecerá em ritmo de concentração após o trabalho de hoje, dormindo no local. Logo após o treino de amanhã, a delegação retorna para Porto Alegre.
O meia Anderson, um dos mais criticados pela péssima fase do time, se justificou ao ser questionado pela 17ª posição no Brasileirão. "Números não mentem. Quando tive sequência, apresentei bons resultados com a camisa do Inter", disse. "Chegamos nessa situação pela gente. A merda está feita. Precisamos corrigir isso no domingo. A gente sabe que pode dar mais", acrescentou.
 

Colorado cogita denunciar Vitória por escalação irregular de zagueiro Victor Ramos

Assim como o Campeonato Brasileiro de 2013, que teve reviravolta nos clubes rebaixados para a Série B devido a uma atuação no "tapetão" envolvendo um atacante da Portuguesa, o de 2016 também pode terminar no tribunal. O Inter estuda denunciar o Vitória, seu adversário direto na luta para se manter na Série A, por uma possível irregularidade na escalação do zagueiro Victor Ramos.
Se a denúncia for acatada, fará com que o clube baiano perca três pontos por partida em que o jogador atuou, segundo punição prevista no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O defensor esteve em 24 jogos do Vitória até a 36ª rodada, o que faria que a equipe rubro-negra fosse a quarta rebaixada (Santa Cruz, América-MG e Figueirense já ocupam as outras três vagas na Série B do ano que vem).
Victor Ramos estaria irregular devido à sua transferência para o Vitória logo após o final do empréstimo ao Palmeiras, clube pelo qual atuou no Brasileirão de 2015. Os direitos do zagueiro são do Monterrey, do México, e sua transferência do Palmeiras para o Vitória não teria seguido as recomendações do sistema TMS - Transfer Market System (Sistema de Mercado de Transferências). O procedimento deveria ter sido feito pelo Monterrey, e não diretamente pelo Palmeiras, segundo o TMS.
Legalmente, o contrato de Victor Ramos com o Palmeiras terminou em 31 de dezembro de 2015, e o com o Vitória começou em 1 de fevereiro de 2016. Ou seja, durante o mês de janeiro, Victor não teve seu registro voltando ao México. A presença do Palmeiras nos sistemas da Fifa, caracterizando a transferência direta entre os clubes brasileiros. 
Acionado pelo tribunal baiano em março, o Vitória já comprovou que fez tudo que deveria ser feito, de acordo com Anderson Barros, diretor executivo do clube. A queixa havia sido feita pelo arquirrival Bahia, durante o Campeonato Baiano. Na ocasião, o procurador-geral do Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia arquivou o caso, sob alegação de que não poderia julgar atos ou omissões de dirigentes ou administradores da CBF.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 24/11/2016 08h58min
ANDERSON, JOGADOR DA 2ª DIVISÃO OU DA SALVAÇÃO !!!nnPuxa vida, mais uma vez preciso me lembrar da 2ª divisão que o Grêmio disputou e o grande protagonista mesmo com 17 anos, foi o Anderson devido aquele GOL no jogo heróico lá nos Aflitos.nnEu sei que o tempo passou, mas desejo que nestas duas derradeiras partidas que o Internacional terá que jogar e ainda torcer contra os adversários diretos, toquem o coração do Anderson, já que estamos no mesmo barco.nnJogou no exterior, tem o maior salário, criou polêmicas, deu soco, fez um mínimo de GOLS até agora e mesmo assim está sendo escalado para jogar, é por que está melhor do que muitos outros jovens e veteranos do time.nnTudo é possível nesta hora para aliviar um pouco o desastre, quem sabe ele poderá fazer os GOLS que nos faltam, aí será demais, o cara que tirou o Grêmio da 2ª divisão também livrou o Internacional.nnVamos combinar, se realmente não acontecer a nossa salvação, ele vai voltar corrido para a 2ª. Divisão sem as trancinhas e levará para sempre a antipatia dos Colorados.nnAbs. Dorian Bueno Google+, POA, 24.11.2016nnnn