Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de novembro de 2016. Atualizado às 23h05.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Notícia da edição impressa de 18/11/2016. Alterada em 17/11 às 23h53min

Grêmio tem atuação discreta, mas traz um ponto do Morumbi

A menos de uma semana do primeiro jogo da final da Copa do Brasil, o técnico Renato Portaluppi colocou em campo, nesta quinta-feira, a equipe titular do Grêmio para enfrentar o São Paulo, no Morumbi. O objetivo era, além de tentar trazer um bom resultado de terras paulistas, deixar o time principal com ritmo de jogo para o duelo contra o Atlético-MG, na próxima quarta-feira. Pois, mesmo com uma atuação deficiente, os dois objetivos foram alcançados com o empate em 1 a 1.
A partida começou movimentada, mas sem nenhuma das duas equipes conseguir se impor sobre a outra. Jogando em casa, o São Paulo apostava nas jogadas pelas laterais e na agilidade do peruano Cueva para tentar criar chances de gol. O Grêmio, por sua vez, buscava o ataque por meio da tradicional troca de passes.
O golaço de Chavez aos 11 minutos, encobrindo Marcelo Grohe após ganhar de Wallace Reis na corrida, deu outro tom ao confronto. Errando muito, os gaúchos não conseguiram levar perigo em momento algum ao gol defendido por Denis. Já os paulistas ganharam confiança e chegaram com força em algumas oportunidades, sendo a melhor delas aos 42 minutos, quando Cueva roubou a bola de Maicon, se infiltrou em meio à defesa, e chegou na cara do goleiro gremista. Marcelo Grohe evitou o segundo.
O quadro da segunda etapa não mudou muito. Renato adiantou os laterais para tentar abrir o jogo pelos lados, mas a mudança tática não deu o resultado pretendido. Assim, o empate somente poderia sair de um lance individual. E ninguém melhor do que o "maestro" Douglas, de atuação apagada até então, para dar uma assistência primorosa para Ramiro, que entrava pela direita, por trás da defesa paulista. O volante bateu rasteiro, cruzado, para fazer o 1 a 1.
Os gaúchos melhoraram após o gol, mas não chegaram a buscar com ímpeto a virada no marcador. Já o São Paulo tentou fazer uma pressão nos minutos finais, mas teve os avanços contidos pela defesa gremista. O Grêmio volta a campo no domingo, quando encara o América-MG, provavelmente, com time reserva.
São Paulo 1 x 1 Grêmio
Denis; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Thiago Mendes (Hudson), João Schmidt e Cueva; David Neres, Chavez e Luiz Araújo (Carlinhos). Técnico: Ricardo Gomes.
Marcelo Grohe; Edílson (Jailson), Pedro Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro e Douglas; Pedro Rocha (Everton) e Luan (Batista). Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia