Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 29 de novembro de 2016. Atualizado às 07h18.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

29/11/2016 - 08h18min. Alterada em 29/11 às 08h18min

Bolsa de Tóquio cai moderadamente, em meio a incertezas nos EUA e Europa

A Bolsa de Tóquio fechou em baixa moderada nesta terça-feira (29), em meio a incertezas sobre futuros estímulos nos EUA e a estabilidade política na Europa.
O Nikkei, que reúne as ações mais negociadas na capital do Japão, caiu 0,27%, a 18.307,04 pontos. Ontem, o índice registrou leve baixa de 0,13%, interrompendo uma sequência de sete pregões de ganhos.
Surgiram dúvidas no mercado japonês sobre a exata dimensão de medidas de estímulo fiscal que o futuro governo do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, poderá vir a adotar. A perspectiva de uma postura fiscal mais agressiva nos EUA vinha alimentando um recente rali em Tóquio.
Preocupações sobre os resultados de uma reunião de cúpula da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), amanhã, e de um referendo na Itália sobre uma proposta de reforma constitucional, no domingo (04), também geram cautela na bolsa japonesa.
Ações dos setores financeiro e eletrônico lideraram as perdas em Tóquio. A seguradora Dai-ichi Life Holdings Inc. recuou 1,4%, enquanto a Mitsubishi Electric Corp. teve queda de 1,8%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia