Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 28 de novembro de 2016. Atualizado às 07h18.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

28/11/2016 - 08h18min. Alterada em 28/11 às 08h18min

Bolsas asiáticas fecham sem direção única, à espera de cúpula da Opep

As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção única nesta segunda-feira, em meio a temores de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não consiga chegar a um acordo final para reduzir sua produção, em reunião de cúpula que acontece na quarta-feira (30).
No fim da semana passada, líderes da Arábia Saudita decidiram não participar de um encontro previsto para hoje com a Rússia e outras nações que não pertencem à Opep. A atitude dos sauditas gerou dúvidas sobre a capacidade da Opep de ratificar um plano provisório - anunciado em setembro - durante a cúpula, que será em Viena.
Nesta manhã, os preços do petróleo chegaram a operar em baixa de mais de 1%, após registrarem perdas de até 4% na última sessão.
O nervosismo que precede a reunião da Opep pesou no dólar, que se enfraqueceu ante o iene, divisa considerada mais segura.
Em Tóquio, O Nikkei terminou o dia em leve baixa de 0,13%, a 18.356,89 pontos, interrompendo uma sequência de sete pregões em alta. O índice japonês foi pressionado por ações de exportadoras, que sofrem quando o iene se fortalece, e por petrolíferas.
Na Oceania, o mercado australiano também foi influenciado pelo petróleo fraco e o índice S&P/ASX 200 caiu 0,8%, a 5.464,40 pontos. Apenas o setor de energia negociado em Sydney teve desvalorização de 1,9%.
Já na China, as bolsas tiveram desempenho misto. O Xangai Composto subiu 0,46%, a 3.277,00 pontos, mas o menos abrangente Shanghai Composto recuou 0,14%, a 2.126,82 pontos. Em Hong Kong, o Hang Seng teve alta de 0,47%, a 22.830,57 pontos.
No fim de semana, dados oficiais mostraram que os lucros das maiores empresas industriais chinesas tiveram expansão anual de 9,8% em outubro, após subirem em ritmo mais fraco em setembro, de 7,7%.
Antes disso, na sexta-feira, foi anunciado que a parceria operacional entre as bolsas de Shenzhen e de Hong Kong será inaugurada no próximo dia 5. Segundo analistas, os fluxos deverão seguir primeiro para Hong Kong.
Entre mercados asiáticos menores, o índice sul-coreano Kospi avançou 0,19% em Seul, a 1.978,13 pontos, e o Taiex subiu 0,69% em Taiwan, a 9.222,24 pontos, mas o filipino PSEi teve queda de 0,93% em Manila, a 6.825,40 pontos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia