Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 22 de novembro de 2016. Atualizado às 22h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Notícia da edição impressa de 23/11/2016. Alterada em 22/11 às 23h28min

Déficit do setor externo deixou de ser ponto de maior preocupação, diz Banco Central

O chefe do departamento econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel, avaliou ontem que o déficit em conta-corrente de US$ 3,339 bilhões em outubro veio acima do saldo negativo de US$ 2,8 bilhões esperado pela autoridade monetária porque o superávit da balança comercial veio um pouco menor do os dados apontavam. Mas, segundo ele, o resultado mostra a continuidade da tendência de resultados menores que os de igual período do ano passado.
"O déficit em transações correntes em 12 meses continua recuando. Isso ilustra bem a proporção do ajuste nas contas externas. O déficit das contas externas deixou de ser um ponto de preocupação macroeconômica", comentou.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia