Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 22 de novembro de 2016. Atualizado às 07h13.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Bolsa de Tóquio fecha em leve alta, favorecida por rali do petróleo

A Bolsa de Tóquio fechou em leve alta nesta terça-feira (22), favorecida por um rali nos preços do petróleo. O Nikkei, que reúne as ações mais negociadas na capital do Japão, subiu 0,31%, a 18.162,94 pontos, encerrando mais um pregão no maior patamar desde 6 de janeiro.

Ontem, as cotações do petróleo saltaram cerca de 4%, em meio a expectativas de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) conseguirá fechar um acordo final para reduzir sua produção, durante reunião de cúpula que fará no próximo dia 30, em Viena.

As petroleiras se destacaram em Tóquio: a Japan Petroleum e a Inpex avançaram 2,46% e 1,71%, respectivamente.

Empresas influenciadas pela demanda doméstica também mostraram bom desempenho, caso da varejista de móveis Nitori Holdings Co. (+2,43%) e da operadora de telecomunicações NTT (+2,37%).

O fabricante de autopeças Calsonic Kansei Corp., por sua vez, saltou 9,7%. Segundo a mídia japonesa, a Nissan concordou em vender sua fatia de 41% na Calsonic para a empresa de private equity americana Kohlberg Kravis Roberts (KKR), que fará uma oferta pública pelo restante das ações. A Nissan, por outro lado, caiu 1,4%.

O mercado em Tóquio havia iniciado a sessão de hoje em baixa, após notícia de que um terremoto de magnitude 6,9 havia atingido a costa do Japão. As perdas, no entanto, foram revertidas após relatos de que o tremor não fez vítimas ou causou danos significativos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia