Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 09 de novembro de 2016. Atualizado às 21h39.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

SISTEMA FINANCEIRO

Notícia da edição impressa de 10/11/2016. Alterada em 09/11 às 18h07min

Cade aprova com restrições criação de bureau de crédito por bancos

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, com restrições, a associação entre o Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica, Itaú e Santander que resultará na criação de um bureau de crédito. Chamada de Gestora de Inteligência de Crédito (GIC), a nova companhia fornecerá informações sobre adimplência e inadimplência de clientes pessoas físicas e jurídicas e terá seu controle compartilhado entre as instituições financeiras.
Para ter a operação aprovada, os bancos assinaram um acordo com o Cade que prevê obrigações como garantias de não discriminação de concorrentes como o Serasa e o SPC no repasse de informações, manutenção da contratação de serviços dos concorrentes, metas para o crescimento do cadastro positivo e criação de mecanismos de governança corporativa para evitar troca de informações entre os bancos sócios no empreendimento.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia