Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de novembro de 2016. Atualizado às 10h27.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

contas públicas

Notícia da edição impressa de 08/11/2016. Alterada em 07/11 às 22h54min

Arrecadação com repatriação soma R$ 46,8 bi, abaixo do anunciado

Rachid não confirmou uma nova edição do programa pelo governo

Rachid não confirmou uma nova edição do programa pelo governo


ABR/marcelo camargo/ABR/JC
O valor efetivamente arrecadado com o pagamento de multas e impostos com a repatriação de recursos mantidos ilegalmente no exterior foi de R$ 46,8 bilhões, segundo informou ontem a Receita Federal. O valor arrecadado ficou abaixo do montante de R$ 50,9 bilhões divulgado na semana passada.
Com o novo valor, a arrecadação com a repatriação ficou abaixo dos R$ 50 bilhões esperados pelo governo federal. A diferença, de R$ 4,153 bilhões, é explicada porque 160 contribuintes chegaram a declarar valores mantidos no exterior, mas não pagaram multa e Imposto de Renda (IR). A maior parte desse valor (R$ 4,1 bilhões) é explicada pelo comportamento de apenas sete contribuintes (duas empresas e cinco pessoas físicas), segundo a Receita Federal.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia