Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 07 de novembro de 2016. Atualizado às 09h32.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Taxas futuras de juros recuam, em linha com dólar, com fortalecimento de Hillary

Os juros futuros recuam na manhã desta segunda-feira (7), em linha com o dólar e ativos no exterior, refletindo o otimismo dos mercados o favoritismo da democrata Hillary Clinton para as eleições presidenciais dos Estados Unidos, que ocorrem na terça-feira. O dólar cai ante o real, os juros futuros também recuam, enquanto o Ibovespa futuro subia quase 2%, na esteira das suas pares na Europa e mercado futuro em Nova York.

O que ajudou na melhora do humor foi principalmente o FBI ter afirmado que Hillary não cometeu crime ao usar um servidor privado de internet durante sua gestão como Secretária de Estado. Mas no fim de semana também foram divulgadas várias pesquisas eleitorais mostrando a candidata democrata à frente do republicano Donald Trump.

Às 9h30min, o DI para janeiro de 2018 estava em 12,17%, na mínima, de 12,20% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2019 operava a 11,48%, de 11,54%, enquanto o vencimento para janeiro de 2021 exibia 11,30%, de 11,38% no ajuste anterior.

Em segundo plano, mas também positivo, tem a pesquisa Focus com revisão para baixo para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2017, que é o foco do Banco Central e que passou de 5,00% para 4,94%, enquanto a projeção para o IPCA para 2016 permaneceu em 6,88%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia