Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 04 de novembro de 2016. Atualizado às 14h23.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

gestão

04/11/2016 - 15h24min. Alterada em 04/11 às 15h25min

Statoil anuncia Anders Opedal como novo presidente das operações no Brasil

A petroleira Statoil anunciou mudanças em sua diretoria que também envolvem o Brasil. O novo presidente das operações da estatal norueguesa no País a partir de 15 de janeiro de 2017 será Anders Opedal, que substitui Pål Eitrheim, nomeado como novo diretor de compras da companhia. Para o lugar de Opedal, que ocupava o cargo de vice-presidente executivo e diretor operacional (COO) da Statoil, foi indicada Jannicke Nilsson, que assume o posto a partir de 1º de dezembro.
"Anders Opedal foi nomeado nosso primeiro diretor operacional em 2015 e tem sido uma força motriz no nosso esforço para melhorar a segurança e eficiência em nossas operações. Ele tem sido instrumental no estabelecimento da função de COO na organização e está agora pronto para assumir um novo desafio ao liderar nossas operações no Brasil. Após a aquisição da Carcará, o Brasil será uma área de crescimento futuro muito importante para a Statoil", diz o presidente e CEO da Statoil, Eldar Sætre, em comunicado.
Jannicke Nilsson se reportará diretamente a Sætre, enquanto Opedal se reportará a Lars Christian Bacher, vice-presidente executivo de Desenvolvimento e Produção Internacional da petroleira.
"É um prazer dar as boas-vindas a Jannicke Nilsson como um novo membro do comitê executivo corporativo. Ela é uma forte substituta da Anders Opedal, que eu pedi para assumir um dos papéis fundamentais da Statoil no futuro, para liderar o desenvolvimento de nossas operações no Brasil", acrescenta Sætre.
Nilsson é atualmente vice-presidente sênior de projetos de desempenho operacional do COO, cargo que desempenhou desde agosto de 2015.
O atual presidente da Statoil no Brasil, Pål Eitrheim, ainda não tem data definida para assumir suas novas funções, mas o comunicado da empresa informa que ele se reportará a Margareth Øvrum, vice-presidente executiva da área de Tecnologia, Projetos e Perfuração (TPD).
No fim de agosto, a Petrobras escolheu a Statoil como parceira "prioritária" no leilão de pré-sal que acontecerá no ano que vem. As duas empresas assinaram acordo para avaliar projetos que podem desenvolver juntas, primeiro passo da nova estratégia traçada pelo presidente Pedro Parente para vencer a crise financeira. Além de se desfazer de ativos, a empresa agora quer se associar a outras companhias para reduzir custos. Como compensação à Statoil, prometeu prioridade na definição de sócios para concorrência do pré-sal.
Além disso, em no fim de julho, a Petrobras vendeu para a Statoil a liderança do projeto de Carcará, área de pré-sal da Bacia de Santos. A norueguesa vai pagar US$ 2,5 bilhões pela fatia da Petrobras no ativo. Uma extrapolação dessa área, também no pré-sal, deve ser leiloada em 2017. A aliança entre as duas empresas abre caminho para que participem juntas da concorrência.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia