Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de novembro de 2016. Atualizado às 21h43.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Turismo

Notícia da edição impressa de 04/11/2016. Alterada em 03/11 às 22h37min

Fórum debate alternativas para estimular o turismo

Sociedade passa por processo de disrupção, destaca Chmelnitsky

Sociedade passa por processo de disrupção, destaca Chmelnitsky


Antonio Paz/JC
Rede hoteleira e gastronomia de qualidade Porto Alegre já tem. Opções turísticas a serem exploradas e revitalizadas também. O que falta é levar o turismo mais a sério, alerta o presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha), Henry Chmelnitsky. "Precisamos enxergar o turismo como uma ferramenta econômica fantástica para a geração de divisas, emprego e renda para a região."
É justamente por isso que esse tema foi escolhido para estar no centro dos debates na próxima terça-feira, durante o Fórum de Hospedagem e Alimentação. O encontro deve reunir cerca de 400 participantes no Centro de Eventos Plaza São Rafael, na capital gaúcha. O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, fará a abertura dando um panorama da gestão política e econômica do País. Entre os palestrantes estarão grandes nomes da hotelaria e gastronomia, como os chefs Olivier Anquier e Júnior Durski e a diretora-geral da Fogo de Chão, Silvana Kalckmann.
O evento também vai promover um encontro interessante entre players tradicionais e representantes de startups que representam novos modelos de negócios para o setor, como o Airbnb e Decolar.com.
"A sociedade passa por um processo de disrupção. Vamos quebrar, reconstruir e construir novos moldes, e uma opção não elimina necessariamente a outra. Foi assim que as coisas aconteceram ao longo da história", observa Chmelnitsky.
Outro tema importante para estimular o turismo na Capital, e que está na programação do fórum, é a criação de um centro de convenções em Porto Alegre e que também atenda às cidades próximas. De acordo com o gestor, atualmente um dos mais utilizados é o da Fiergs, mas que já não contempla as necessidades da cidade. "Precisamos de um espaço mais moderno, maior, modular (capaz de se adequar a todos tamanhos de evento) e com um conjunto de ofertas para pesem positivamente para que a cidade seja escolhida para eventos importantes", defende.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia