Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 02 de novembro de 2016. Atualizado às 23h58.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tributos

Notícia da edição impressa de 03/11/2016. Alterada em 02/11 às 21h13min

Estados terão R$ 5,4 bilhões com repatriação

Para Meirelles, programa de regularização de ativos foi bem-sucedido

Para Meirelles, programa de regularização de ativos foi bem-sucedido


WERTHER SANTANA/AE/JC
Além de reforçar o caixa da União, os R$ 50,9 bilhões arrecadados com o programa de repatriação de recursos enviados irregularmente ao exterior darão fôlego extra aos estados, que enfrentam grave crise fiscal. Os governadores devem receber R$ 5,48 bilhões via Fundo de Participação dos Estados (FPE) com base nas regras em vigor. A maior parte dos recursos, 76,8%, irá para as regiões Norte e Nordeste, que vinham pedindo socorro do governo por meio de repasses e novos empréstimos. "Será uma ajuda crucial para os estados", disse o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.
O secretário Estadual da Fazenda, Giovani Feltes, no entanto, não demostra qualquer entusiasmo com a cota parte que será destinada ao Estado. Feltes explica que o percentual do Rio Grande do Sul no Fundo de Participação dos Estados (FPE) é muito pequeno, e por isso a parcela gaúcha não é significativa nestes R$ 5,5 bilhões que serão distribuídos pela União. "É um valor irrisório. Para que se tenha uma ideia, o Rio Grande do Sul recebe cinco vezes menos verba do fundo do que o Ceará. Nada contra o estado do Ceará, mas a disparidade é muito grande", critica Feltes.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia