Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 23 de novembro de 2016. Atualizado às 23h53.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 24/11/2016. Alterada em 23/11 às 21h42min

Privatizações

Reportando-me à coluna Palavra do Leitor sobre privatizações, Jornal do Comércio de 22/11/2016, devo dizer que, além de combater a sonegação de impostos, existe sim a necessidade de privatizar e extinguir diversas fundações e empresas estatais. O que também deve-se combater são os impostos abusivos que inviabilizam as empresas privadas. (Eduardo Moschetti, Porto Alegre)
Privatização II
Nós, eleitores, gostaríamos de saber porque a Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) não consta na relação de privatização amplamente divulgada nos veículos de comunicação? Pelo que acompanhamos, há anos essa empresa em deterioração certamente não traz nenhuma riqueza ao nosso Estado. Precisamos entregá-la a outra empresa que entenda muito de armazenagem de grãos. Temos muitas competentes no Estado. (Ildo Lange)
Fernando Albrecht
Sinceros parabéns ao colunista Fernando Albrecht pelo, merecido, reconhecimento que a cidade lhe presta, "Cidadão Porto Alegrense". Homenagens simples, mas no íntimo repercutem com muita vibração e afeto. Faço parte da cidade e tens meu reconhecimento. (Carlos Alberto Schneider, Porto Alegre)
Clubes
Enquanto falam na falta de sócios para os grandes clubes, vejo que os menores, não tão badalados pelos colunistas sociais, estão atuando e muito bem. Cito o Grêmio Expedicionário Sargento Santana, no bairro Santo Antônio, e a Associação dos Servidores de Bancos, Adesban, na Tristeza. Ótimas instalações e muita frequência em jantares-dançantes às sextas-feiras, no caso do Expedicionário Geraldo Santana. Vale à pena conferir. (Roque de Freitas, Porto Alegre)
Prisão
O deputado federal Onix Lorenzoni (DEM) foi o entrevistado do programa Roda Viva e falava sobre o pacote anticorrupção, do qual ele é o relator na Câmara Federal. Em certo momento, um dos entrevistadores afirmou que os militares comungam do mesmo pensamento do presidente Michel Temer (PMDB) de que a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) causaria uma desestabilização no Brasil. Respondo a este senhor que, como militar, posso afiançar que os militares jamais concordariam com uma afirmação destas. Militar é legalista. Para nós não existe no Brasil cidadãos especiais. Se o ex-presidente tiver que ser preso porque a lei assim o determinar. Cabe aos militares das Forças Armadas, neste caso, cumprir o previsto no art. 142 da Constituição Federal, inclusive com o uso da força, se assim for necessário. (Augusto César Martins de Oliveira, coronel da reserva do Exército e advogado, Rio Grande/RS)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia