Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de novembro de 2016. Atualizado às 23h09.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 18/11/2016. Alterada em 17/11 às 21h15min

Cercamento da Redenção

Quantas serão as tentativas de cercarem o Parque da Redenção? Muito já foi discutido a respeito. As argumentações, quando confrontadas com a opinião de profissionais da segurança, caem por água abaixo. Nem precisa ser expert para saber que um cercamento destes terá uma função reversa da esperada. Afinal, os ladrões são mais ágeis que gatos. Bastaria a vítima estar próxima para eles saltarem em frente dela e após voltarem com a mesma agilidade. Com a mesma astúcia, utilizariam para fugir da polícia. Se querem uma solução, consultem um especialista e não fiquem desperdiçando nosso dinheiro em soluções inócuas. Nem o melhor sistema de câmeras funcionará, se não tiver quem o controle e o efetivo para perseguir os suspeitos. Mas parece que nossos eleitos gostam de trazer à tona, de vez em quando, as mesmas soluções absurdas, apostando em nosso esquecimento. A pergunta que não quer calar é: quem será beneficiado com um contrato destes? Com certeza, a população não será... (Mauro Nadruz, professor, Gestor em Segurança Pública e Privada)
Terra para estrangeiros
Os estrangeiros já são donos de grande maioria de nossas mais importantes indústrias, imaginem então podendo comprar nossas terras, o que vai sobrar para nossos filhos e netos. Aonde vai parar a soberania nacional? Principalmente estando numa incógnita mundial quanto ao futuro do mundo, face as últimas eleições norte-americanas, temo ser esta matéria mais um projeto a ser aprovado por nossos políticos, safados no termo geral, porque o contexto tem nos mostrado que quem não é safado, deixa ser. E tudo leva a crer, pelo andar da carruagem, que os nossos políticos aprovarão a venda de nossas terras a capitalistas estrangeiro,s se não houver ração do povo brasileiro. (Osvaldo Padilha, advogado)
Aquarius
Tenho lido alguns que dizem que o filme Aquarius será lembrado por representar o que o Brasil passa atualmente, ou seja, para eles, por uma ditadura após o "golpe" que levou Michel Temer (PMDB) ao poder. Golpe? Então tivemos um golpe envolvendo todo o Congresso, o Poder Judiciário, o Ministério Público Federal, a Procuradoria Geral da República, e, finalmente, os milhões e milhões de brasileiros que correram o PT do poder de norte a sul do Brasil nas eleições de outubro passado? Golpe bem tramado esse, com dezenas de milhões de brasileiros, não? Quanto ao filme Aquarius, nem desenhando pode-se acreditar que ele represente o que os esquerdistas querem que represente. Filme chato, história banal que aconteceu bem antes do atual período, continua acontecendo e ainda ocorrerá no Brasil sempre que houver grande interesse imobiliário por uma área. Estão vendo chifre em cabeça de cavalo. Filmezinho medíocre esse! (Maria do Carmo Nataniel, Porto Alegre)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia