Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 23 de novembro de 2016. Atualizado às 22h53.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Transportes

Notícia da edição impressa de 24/11/2016. Alterada em 23/11 às 16h15min

Programa de renovação de frota deve sair do papel em 2017

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Marcos Pereira, afirmou que o programa de renovação de frota que está sendo discutido entre o setor automotivo e o governo pode sair do papel já no primeiro semestre do ano que vem. O ministro participou nesta quinta da abertura do Salão Internacional do Automóvel, em São Paulo, e disse que as vendas de veículos na primeira semana de novembro passaram de 10 mil, segundo números da Anfavea, sinalizando um 'ânimo e otimismo' para o setor, que vive um de suas piores crises, com os níveis de produção regredindo a 2003. "Nós queremos apresentar ao presidente o projeto de renovação de frota no início de dezembro, dependendo da conclusão dos estudos, e vamos avaliar se é melhor fazer por Medida provisória ou Projeto de Lei. Acredito que ele pode sair do papel no ano que vem, mais tardar no fim do primeiro semestre", afirmou Pereira.
Pereira disse que a ideia é renovar entre 800 mil e um milhão de veículos por ano, entre leves, caminhões e motos. Primeiro, a renovação atingiria veículos com mais de 30 anos de uso, e depois 25 anos e assim sucessivamente, disse o ministro, que não deu detlahes de como o programa será financiado, já que diversas propostas estão em discussão. "Mas não posso dar mais detalhes porque isso ainda está em estudo", afirmou o ministro, lembrando que a frota atual do país é de 50 milhões de unidades. 
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia