Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 30 de outubro de 2016. Atualizado às 08h18.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Eleições 2016

28/10/2016 - 19h41min. Alterada em 28/10 às 21h41min

Terceira pesquisa Ibope aponta eleição de Marchezan; mas Melo mostra avanço

Marchezan aparece com 44% das intenções de voto; Melo tem 36%

Marchezan aparece com 44% das intenções de voto; Melo tem 36%


JONATHAN HECKLER/MARCO QUINTANA/JC
O instituto de pesquisa Ibope divulgou nesta sexta-feira (28) a terceira pesquisa eleitoral do segundo turno da eleição para prefeito de Porto Alegre. O levantamento, feito sob encomenda para o Grupo RBS, aponta a eleição do deputado federal Marchezan Júnior (PSDB), com 44% das intenções de voto. O candidato manteve o mesmo desempenho das duas pesquisas anteriores.
A pesquisa mostra que seu adversário, o vice-prefeito Sebastião Melo (PMDB), aparece em ascensão, com 36% das intenções de votos – 3 pontos percentuais acima do registrado na última eleição.
Os votos brancos e nulos somam 18%. Não sabe ou não responderam 2% dos entrevistados.
A pesquisa tem nível de confiança de 95% e margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos – Marchezan pode ter, portanto, de 41% a 47% e Melo de 33% a 39% dos votos.
A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número RS-00439/2016. O levantamento começou a ser feito em 22 de outubro e previa a realização de 805 entrevistas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
José Luis Furtado da silva 29/10/2016 20h49min
Acho, que os dois não estão vivendo dentro da realidade, suas propostas são meramente eleitoreiras, a chapa que esteve a 12 anos no poder, vem agora dizer que vai fazer mudanças nos problemas da cidade, pois tais melhorias tinham que ter sido feitas antes, seu oponente também não tem certeza se conseguirá por em prática o que pregou durante a campanha eleitoral, os eleitores não devem se iludir, pois tudo isso em um jogo em busca do poder pessoal e financeiro, o povo continuará em ultimo plano