Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 04 de outubro de 2016. Atualizado às 22h33.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Lava Jato

Notícia da edição impressa de 05/10/2016. Alterada em 04/10 às 22h32min

Registros indicam 29 visitas de Fernando Bezerra à Petrobras

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, anexou à denúncia criminal contra o senador Fernando Bezerra (PSB-PE) por suposto recebimento de R$ 41,5 milhões em propinas nas obras da Refinaria Abreu e Lima cópia dos registros de entrada da Petrobras que, em sua avaliação, "corroboram" as revelações de dois delatores da Operação Lava Jato - o ex-diretor de Abastecimento da estatal petrolífera Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef.
O documento indica 29 visitas de Bezerra à sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, entre 6 de fevereiro de 2007 e 1 de outubro de 2010. Na época, Bezerra exercia o cargo de secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco e presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape. Em 22 ocasiões, ele foi recebido por Paulo Roberto Costa, que confessou ter instalado o primeiro foco do esquema de cartel e propinas na Petrobras, a partir de 2004, sob tutela do PP.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia