Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de outubro de 2016. Atualizado às 18h38.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2016

Notícia da edição impressa de 03/10/2016. Alterada em 03/10 às 18h41min

TRE avalia positivamente a eleição

Para Marchionatti, Justiça Eleitoral cumpriu sua missão institucional

Para Marchionatti, Justiça Eleitoral cumpriu sua missão institucional


MARCO QUINTANA/JC
Bruna Suptitz
No Rio Grande do Sul, 8 milhões de eleitores foram às urnas ontem para escolher os novos prefeitos e vereadores dos 497 municípios do Estado. Mais de 32 mil urnas eletrônicas foram disponibilizadas. Destas, 335 precisaram ser substituídas, uma redução em relação ao pleito de 2014, em que 421 urnas apresentaram problema.
"Os trabalhos desenvolveram-se muito bem e a Justiça Eleitoral cumpriu com sua missão institucional", saudou o vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Carlos Cini Marchionatti. Para o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), Daniel Wobeto, a redução de problemas mostra evolução. Devido à necessidade de troca de urnas na eleição passada ter sido considerada alta, no intervalo até o pleito atual foram feitos testes para identificação e troca das que apresentaram problemas.
Uma novidade da Justiça Eleitoral para este ano é o sistema on-line para justificar ausência, que poderá ser pela internet, sem a necessidade de ir até o cartório eleitoral. Outra incorporação das novas tecnologias ao processo se deu através dos aplicativos para celular. Um deles, o Boletim na Mão, pôde ser usado por quem acompanhou o encerramento da votação. A Justiça Eleitoral orientou que se fotografasse o dado emitido pela urna, para que possa ser comparado com os números divulgados.
Até a noite de ontem foram divulgados números parciais de ocorrências e incidentes registrados no Estado. Houve uma redução dos incidentes (que não geram ocorrência) em relação a 2014, caindo de 414 para 343. As ocorrências, a maioria situações de boca de urna, resultaram em 81 registros de prisão e 110 sem prisão, sendo destes pelo menos três candidatos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia