Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de outubro de 2016. Atualizado às 01h58.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2016

Notícia da edição impressa de 03/10/2016. Alterada em 02/10 às 21h28min

Temer muda hora de votação para escapar de protestos

Michel Temer vota três horas antes do previsto em São Paulo

Michel Temer vota três horas antes do previsto em São Paulo


MIGUEL SCHINCARIOL/AFP/JC
O presidente Michel Temer (PMDB) mudou o horário em que havia programado votar, neste domingo, para escapar de protestos de estudantes, que o classificam de golpista. Ele foi um dos primeiros a votar na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), em Perdizes, na zona oeste de São Paulo, às 8h, logo após as urnas eletrônicas terem sido ligadas. A assessoria da presidência informara à imprensa que Temer votaria às 11h.
O "esculacho" contra Temer havia sido programado por estudantes da PUC-SP, universidade em que ele foi professor de Direito Constitucional, conforme revelou a coluna de Mônica Bergamo no sábado. Um dos organizadores do protesto, Vitor Marques, estudante de Direito da PUC-SP e secretário municipal da Juventude do PT, criticou a estratégia de fuga do presidente. "Na festa da democracia, Temer entra pela entrada que a história reservou a ele: a porta dos fundos. Lamentavelmente, temos um presidente que não respeita a democracia e, por isso, tem de votar escondido."
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia