Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 13 de outubro de 2016. Atualizado às 00h17.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Notícia da edição impressa de 13/10/2016. Alterada em 13/10 às 00h07min

Autoridade da ONU diz que Trump seria perigoso para o mundo

O alto-comissário da Organização das Nações Unidas (ONU) para direitos humanos, Zeid Ra'ad, afirmou ontem, em Genebra, que, caso seja eleito presidente dos Estados Unidos, o candidato republicano Donald Trump seria "perigoso de um ponto de vista internacional". O principal problema para Ra'ad são os comentários de Trump sobre "comunidades vulneráveis" e o uso de tortura, proibido pelo Direito Internacional.
As críticas do chefe da ONU para direitos humanos dirigidas a Trump ocorrem no pior momento da campanha do republicano, marcada desde seu início por declarações polêmicas sobre mulheres e imigrantes. Após a revelação de um vídeo de 2005 em que o magnata faz comentários obscenos sobre mulheres, diversas lideranças do Partido Republicano abandonaram sua candidatura.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia