Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de outubro de 2016. Atualizado às 21h48.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança pública

Notícia da edição impressa de 28/10/2016. Alterada em 27/10 às 21h11min

OAB gaúcha encaminhará pedido de CPI até terça-feira

Isabella Sander
Cansadas da crise na segurança pública gaúcha, 150 entidades já garantiram apoio ao pedido da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio Grande do Sul (OAB-RS) de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o destino dos recursos da área e eventuais ações indevidas ou de omissão por parte do governo do Estado. A solicitação será protocolada na Assembleia Legislativa (AL) até terça-feira.
Segundo o presidente da OAB-RS, Ricardo Breier, não foi por falta de aviso que o governo deixou a segurança chegar ao que ele considera um "colapso". "Falamos sobre o assunto desde 2007, primeiro com um trabalho sobre a situação do sistema penitenciário gaúcho. Na época, já dizíamos que, se nada fosse feito, chegaríamos a um ponto insustentável. Hoje, mais de 80% da população carcerária do Estado reincide nos crimes", destaca.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia