Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de outubro de 2016. Atualizado às 16h35.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Educação

Alterada em 24/10 às 17h41min

Estudante é encontrado morto em escola ocupada no Paraná

Agência Brasil
Um adolescente foi encontrado morto na tarde hoje (24) no Colégio Estadual Santa Felicidade, em Curitiba. A informação foi confirmada há pouco pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (SESP/PR).
De acordo com o órgão, a morte ocorreu por volta das 16h. O rapaz, de 16 anos, era aluno da escola. O colégio é um dos mais de 800 que estão ocupados no estado. Equipes da Polícia Civil e Científica estão no local para colher informações. "A secretaria trata a questão com prioridade, para esclarecer o mais rápido possível o que ocorreu", informou a assessoria de imprensa.
A Agência Brasil procurou os estudantes por meio da página no Facebook Ocupa Paraná. Eles disseram que enviaram representantes até o local para obter informações. "Não há nenhuma informação concreta sobre a motivação dessa morte e também nenhuma informação repassada aos mais de dez advogados do movimento, que estão proibidos de entrar no local para dar suporte aos outros estudantes da ocupação, que estão lá dentro com a Polícia Civil", diz publicação, na página.
Os estudantes ocupam as escolas no Paraná e em outros estados do Brasil em protesto contra a Medida Provisória do Novo Ensino Médio e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que estabelece um limite de gastos ao governo federal pelos próximos 20 anos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia