Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 16 de outubro de 2016. Atualizado às 20h41.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 16/10 às 20h46min

Sport aproveita dois pênaltis perdidos pelo Vitória, vence e se afasta da degola

O Sport aproveitou que o Vitória perdeu dois pênaltis em lances consecutivos e venceu o duelo deste domingo por 1 a 0, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O triunfo levou o time pernambucano para a 13.ª colocação, com 37 pontos, e ainda mandou a equipe baiana para a zona de rebaixamento, na 17.ª posição com 35.
Os principais lances da partida aconteceram logo no início. O Sport, que contava com a estreia do técnico Daniel Paulista, abriu o marcador aos 5 minutos em chute de fora da área de Diego Souza. O Vitória foi para cima e teve duas grandes oportunidades desperdiçadas para empatar.
As duas contaram com grande colaboração do zagueiro Matheus Ferraz, do Sport. Aos 11 minutos, ele colocou a mão na bola e o árbitro marcou pênalti. Zé Eduardo foi para a cobrança, mas o goleiro Magrão pulou no canto direito para fazer a defesa.
No lance seguinte, Matheus Ferraz derrubou Cárdenas na área. Inicialmente, o árbitro apontou para escanteio. Os jogadores do Vitória ficaram indignados e foram para cima do juiz, que voltou atrás e assinalou nova penalidade. Aí não adiantou nada os atletas do Sport esbravejarem. Kieza foi para a bola e bateu na trave.
Os erros consecutivos abalaram a equipe visitante. Do banco de reservas, o técnico Argel Fucks gesticulava, pedia calma aos jogadores e aos mesmo tempo batia boca com o quarto árbitro. O Sport voltou a pressionar e perdeu boa chance com Rogério, que apareceu na segunda trave livre de marcação, mas furou a bola.
No segundo tempo, o time da casa manteve a superioridade e perdeu boas chances em bicicleta de Rodney Walace, que passou por cima do gol, e em chute de Rogério de fora da área, que saiu pela linha de fundo. O Vitória tinha Kieza muito isolado no ataque e não conseguia chegar ao gol de Magrão.
Empurrado por seus torcedores, o time pernambucano manteve o domínio. Apodi, que entrou no lugar de Everton Felipe, bateu de fora da área para boa defesa de Fernando Miguel. Na sequência, Vinicius perdeu boa chance de frente para o goleiro e Rithely obrigou ao camisa 1 do Vitória fazer nova defesa.
Nos minutos finais, o Vitória ficou com um a menos após a expulsão de Marcelo, que cometeu falta em Diego Souza e recebeu o segundo cartão amarelo. O time anfitrião tratou então de gastar o tempo, tocar a bola e comemorar a importante vitória na luta contra o rebaixamento.
O Sport agora tem uma missão complicada na próxima rodada do Brasileirão. Visitará no próximo domingo o líder Palmeiras, que está há 14 jogos invicto. O Vitória buscará a reação em partida contra o Cruzeiro, no estádio do Barradão, em Salvador.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia