Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de outubro de 2016. Atualizado às 20h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Balanços

Alterada em 27/10 às 21h08min

Lucro da Amazon aumenta a US$ 252 milhões no 3º trimestre, mas frustra previsão

A Amazon.com registrou lucro de US$ 252 milhões, ou US$ 0,52 por ação, no terceiro trimestre, acima dos US$ 79 milhões, ou US$ 0,17 por ação, registrados em igual período do ano passado. Analistas ouvidos pela Thomson Reuters, porém, esperavam US$ 0,78 por ação, portanto o resultado frustrou a previsão.
Às 20h15 (de Brasília), a ação da Amazon recuava 5,42% no after hours em Nova Iorque.
As vendas da companhia ficaram em US$ 32,7 bilhões no terceiro trimestre, alta ante os US$ 25,36 bilhões do mesmo período de 2015. A previsão da própria Amazon era de entre US$ 31 bilhões e US$ 33,5 bilhões.
Os custos da empresa com remessa subiram 43% no terceiro trimestre na comparação anual, para US$ 3,9 bilhões. A gigante do varejo começou a construir as bases para manter seu próprio negócio de remessas, para ter mais capacidade de entrega em feriados e até, posteriormente, realizar entregas para seus próprios serviços, para outros varejistas e para consumidores.
A Amazon também busca crescer em novos mercados, como o de moda e beleza, onde analistas esperam ganhos rápidos devido a sua fatia de mercado relativamente pequena.
Para o quarto trimestre, a empresa espera obter receita de entre US$ 42 bilhões e US$ 45,5 bilhões. Analistas preveem US$ 44,6 bilhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia