Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de outubro de 2016. Atualizado às 09h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tributos

Notícia da edição impressa de 27/10/2016. Alterada em 27/10 às 10h05min

Grupo Exicon nega envolvimento em fraude

O Grupo Exicon divulgou nota ontem informando que suas operações são totalmente regulares e que está contribuindo com as autoridades no esclarecimento das investigações da Operação Elipse, deflagrada pela Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal, na terça-feira. A operação investiga um suposto esquema de fraude em importações. Os envolvidos subvalorizariam produtos do exterior para burlar a arrecadação do IPI e do ICMS. Sede e filiais do grupo receberam mandados de busca e apreensão.
"A empresa transmite a todos os seus stakeholders tranquilidade quanto à correção e à transparência dos procedimentos realizados em suas áreas de atuação, confiando no trabalho das instituições responsáveis pela apuração visando à devida elucidação dos fatos. O Grupo Exicon desenvolve suas atividades há mais de 25 anos no Brasil e no exterior nos segmentos de consultoria, importação, exportação, comércio e distribuição de mercadorias, soluções logísticas e fundo de investimentos", diz a nota.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia