Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 14 de outubro de 2016. Atualizado às 17h27.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

crédito

Alterada em 14/10 às 17h30min

Com greve dos bancários, financiamentos de veículos caem 14,8% em setembro

No mês de setembro, quando os bancários entraram em greve, os financiamentos de veículos novos registraram queda de 14,8% em relação a agosto, mostra levantamento divulgado nesta sexta-feira pela Cetip, que compila os dados das instituições financeiras. Na comparação com o setembro do ano passado, o tombo é ainda maior, de 27,2%.
O crédito foi utilizado para a compra de 132.181 veículos zero quilômetro, entre automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motocicletas. Só os automóveis e comerciais leves somam 80.782 financiamentos, 52% do número total de unidades vendidas nessas duas categorias em setembro, considerando os dados da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Em agosto, a participação dos financiamento no comércio total dos leves foi de 53%.
Com os resultados de setembro, o terceiro trimestre terminou com o financiamento de 431.698 unidades novas (em todas as categorias), queda de 25,3% sobre o volume alcançado em igual período do ano passado.
A baixa demanda deve-se principalmente ao aumento do desemprego, que reduz a renda e a confiança do consumidor, e à restrição do crédito por parte das instituições financeiras, que estão mais rigorosas para conceder crédito também para a aquisição de veículos. Além disso, com a greve dos bancários, que começou no dia 6 de setembro e durou 31 dias, os financiamentos ficaram ainda mais escassos no mês.
Os financiamentos para veículos usados caem em ritmo mais lento. Em setembro, foram 236.756 unidades novas financiadas, queda de 1,5% em comparação com igual mês do ano passado. A baixa em relação a agosto foi mais intensa, de 9,1%. No terceiro trimestre, os financiamentos de usados somaram 735.372 unidades, retração de 1,2% sobre o resultado de igual período do ano passado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia