Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 07 de outubro de 2016. Atualizado às 10h13.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Habitação

Notícia da edição impressa de 07/10/2016. Alterada em 06/10 às 23h52min

Baixa renda terá acesso a material de construção

Programa vai subsidiar consumidor com crédito de até R$ 5 mil

Programa vai subsidiar consumidor com crédito de até R$ 5 mil


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
O governo federal vai lançar, neste mês, o programa batizado de Cartão-Reforma, que concederá subsídios públicos para que a população de baixa renda compre materiais de construção para reformas em suas moradias. O programa será instituído por meio de medida provisória, que será assinada no dia 25 pelo presidente, Michel Temer, em solenidade no Palácio do Planalto, de acordo com informações antecipadas pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo.
Segundo o chefe da pasta, o Tesouro Nacional destinará R$ 500 milhões para o novo programa em 2017. Desse montante, cerca de 15% serão direcionados à contratação de engenheiros e arquitetos para dar suporte técnico aos projetos de reforma. Cada beneficiário receberá, em média, R$ 5 mil, para a aquisição dos materiais por conta própria e realização da obra. O governo federal vai firmar convênios com estados e municípios, que escolherão os bairros mais adensados, onde farão um levantamento preliminar sobre quais habitações necessitam do atendimento.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Francisco Cunha 07/10/2016 00h46min
Uma vergonha. Primeiro que baixa renda tem que ter a casa pra reformar, e mesmo que á tivesse esse valor insignificante não paga nem a mão de obra!!! O programa NCMV ENTIDADES dava um subsidio de quase R$100.000,00. Parabéns presidente por ferrar o ferradon