Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 04 de outubro de 2016. Atualizado às 17h48.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

e-commerce

Alterada em 04/10 às 17h53min

Vendas do e-commerce na Black Friday devem crescer 30%, projeta Ebit

As vendas do comércio eletrônico devem subir 30% durante o principal dia de descontos da Black Friday, de acordo com dados da Ebit, empresa especializada em informações do setor. No evento promocional do dia 25 de novembro, a companhia projeta um faturamento de R$ 2,1 bilhões no setor.
No ano passado, as vendas da Black Friday atingiram R$ 1,6 bilhão em apenas um dia. O levantamento considera as vendas apenas durante a sexta-feira, dia seguinte ao feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, e não contabiliza vendas em promoções que possam ocorrer antes ou depois da principal data.
De acordo com a pesquisa, 84% dos consumidores online dizem que esperam aproveitar a data para fazer compras. Foram entrevistadas 5,7 mil pessoas. Os produtos com maior intenção de compra são os eletrônicos, desejados por 34% dos consumidores. Eletrodomésticos e itens de telefonia vêm em seguida, com 28% e 27% de intenção de compra, respectivamente.
Ainda segundo o levantamento, 44% das compras da Black Friday devem ser feitas com o intuito de antecipar o consumo que ocorreria no Natal. Apesar disso, 59% das pessoas dizem que vão comprar produtos para uso próprio e só 14% afirmam que deverão usar a Black Friday para comprar presentes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia