Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 31 de outubro de 2016. Atualizado às 21h13.

Jornal do Comércio

Jornal da Lei

COMENTAR | CORRIGIR

Pesquisa

Notícia da edição impressa de 01/11/2016. Alterada em 31/10 às 19h18min

Relatório sobre adoção embasará consulta pública

Descompasso entre perfil das crianças nos abrigos e das procuradas por adotantes é um dos problemas existentes

Descompasso entre perfil das crianças nos abrigos e das procuradas por adotantes é um dos problemas existentes


EDUARDO SEIDL/ARQUIVO/JC
Laura Franco, especial
Segundo dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), atualmente há mais de 46 mil crianças e adolescentes vivendo em abrigos ou casas de acolhimento no Brasil. Dessas, sete mil estão aptas para a adoção, enquanto 37 mil pessoas desejam adotar. Mesmo assim, foram realizadas somente 241 adoções em 2014 e 2015 em todo o País.
Pensando nisso, a Associação Brasileira de Jurimetria (ABJ) apresentou um relatório sobre esse processo. A pesquisa oferece apoio para melhorias no Poder Judiciário. Além disso, serve de base para a consulta pública, que se iniciou no dia 4 de outubro e segue até 4 de novembro.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia