Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 01 de outubro de 2016. Atualizado às 16h08.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2016

Notícia da edição impressa de 30/09/2016. Alterada em 01/10 às 16h12min

Eleições municipais deste domingo levarão mais de 144 milhões de brasileiros às urnas

Votação acontece em todo o País das 8h às 17h, conforme o horário local

Votação acontece em todo o País das 8h às 17h, conforme o horário local


ANTONIO PAZ/JC
As eleições municipais acontecem neste domingo (2), quando os mais de 144 milhões de eleitores brasileiros escolherão o chefe do Executivo que deverá gerir suas cidades, bem como os vereadores. A votação terá início às 8h e terminará às 17h, conforme o horário local. A ordem de votação na urna eletrônica mostra, primeiro, os candidatos a vereador, e depois o prefeito e o vice. Em Porto Alegre, no dia da votação, haverá passe livre no transporte coletivo municipal para possibilitar o deslocamento da população às suas seções eleitorais.
Algumas regras para o dia do pleito precisam ser observadas. Não é permitida manifestação sonora de apoio a candidatos no dia das eleições. Já o porte de bandeiras, adesivos e broches é permitido para uso próprio. Juízes eleitorais e mesários não podem usar vestuário ou objetos para fazer propagandas de partidos. O uso de equipamentos eletrônicos é vetado na cabine de votação.
No entanto, o secretário judiciário no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Rogério Vargas explica que as principais infrações são cometidas pelos próprios políticos. "Disparadamente, a infração com maior incidência é a boca de urna", explica. Ele lembra que, para este ano, também foi criminalizado, graças à reforma política, o derrame de santinhos próximo aos locais de votação. Vargas explica que a maneira mais rápida de denúncia de qualquer um desses crimes no dia da votação é junto à Brigada Militar (BM).
pageitem_29_09_16_21_34_57_pg_19.jpg
É possível consultar o endereço da seção de votação no portal do Tribunal Regional Eleitoral (www.tre-rs.jus.br), que permite buscar também o número do título e zona eleitoral. O eleitor deve apresentar documento oficial com foto, como carteira de identidade, passaporte, carteira de trabalho, CNH ou certificado de reservista. Não serão aceitas como prova de identificação certidões de nascimento ou casamento. O título não é obrigatório no momento do voto.
O eleitor que não puder comparecer às urnas deve estar atento às justificativas plausíveis. É possível justificar o voto em caso de ausência do município no dia da votação, em qualquer seção eleitoral. Em caso de enfermidades, ou outro impedimento, o eleitor precisa procurar um cartório eleitoral para fazer justificativa até 60 dias após o pleito.
Em Porto Alegre, Canoas, Caxias do Sul, Pelotas e Santa Maria, caso não haja candidato com maioria absoluta dos votos válidos, haverá segundo turno no dia 30 de outubro. Tanto este domingo, quanto o segundo turno, é considerado feriado nacional. O eleitor pode tirar suas dúvidas em relação ao pleito pelos telefones 148 ou (51) 3230-9600.
pageitem_29_09_16_21_33_11_pg_19.jpg

Orientações para a votação

  • Horário de votação: das 8h às 17h
  • Documentos válidos: carteira de identidade, passaporte, certificado de reservista, carteira de motorista, de trabalho ou registro profissional. O título de eleitor não é obrigatório no momento do voto.
  • Dúvidas: Disque eleições - 148 ou (51) 3230-9600 ou no site www.tre-rs.jus.br
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia