Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de setembro de 2016. Atualizado às 23h03.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

São Paulo

Notícia da edição impressa de 28/09/2016. Alterada em 27/09 às 23h00min

Sombra, envolvido no caso Celso Daniel, morreu de câncer ontem

Morreu, na manhã de ontem, em São Paulo, o empresário Sergio Gomes da Silva, o Sombra, amigo e assessor do ex-prefeito de Santo André (SP) Celso Daniel (PT), assassinado em janeiro de 2002. Silva estava internado em um hospital na zona leste da capital paulista. Ele enfrentava um câncer havia cerca de dois anos. Próximo de Celso Daniel e com bom trânsito na prefeitura de Santo André, Silva chegou a ser acusado pelo Ministério Público de envolvimento na morte do petista, como um dos mandantes do crime. Ele sempre negou. Suspeitava-se de que a morte tivesse relação com um esquema de pagamentos de propina a agentes públicos da cidade, que teria, ainda, o envolvimento do empresário Ronan Maria Pinto - recentemente preso e depois solto na Operação Lava Jato. Para a Polícia Civil, o ex-prefeito foi vítima de um crime comum (sem motivações políticas) - à época, seis homens foram presos e um adolescente, apreendido. Os adultos foram julgados e condenados em júri popular.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia