Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de setembro de 2016. Atualizado às 22h58.

Jornal do Comércio

Opinião

CORRIGIR

Artigo

Notícia da edição impressa de 28/09/2016. Alterada em 27/09 às 21h18min

5777 - 'Shaná Tová'

David Iasnogrodski
Pelo calendário hebraico, estamos em Elul, um mês muito especial dentro do calendário hebraico. Leva ao fechamento de mais um ciclo na vida de todos os judeus. É tempo de chegarmos mais perto de Deus. É um tempo de arrependimento na preparação para as grandes festas dentro do judaísmo, que são Rosh Hashaná e Yom Kipur.
Em poucas linhas, podemos dizer que, segundo o calendário judaico, a partir da chegada da primeira estrela do dia 2 de outubro inicia-se o ano de 5777. É comemorado em dois dias - 3 e 4. Ao invés de brindar com espumantes e pular sete ondas, é costume dos judeus se focar na introspecção e na reflexão. O Ano Novo judaico é denominado de Rosh Hashaná (cabeça do ano), dia em que Deus criou o mundo.
Os serviços litúrgicos iniciam-se nos primeiros horários da manhã e vão até a tarde. É utilizado um livro de orações especial, denominado de Machzor.
"Rosh Hashaná" é também denominado de "Yom Hazicaron" (Dia da Memória), quando todas as criaturas são julgadas pelo Criador de acordo com seus méritos.
Desde a chegada do novo ano até o Dia do Perdão - "Yom Kipur" -, que neste ano de 2016 inicia-se no entardecer de 11 de outubro com a reza intitulada Kol Nidrei, e segue durante todo o dia 12, vivenciamos os chamados dias temíveis -"Iamim Noraim". Estes dias são considerados de ampla penitência e de grandes orações. Em todas as orações, a palavra "Shalom" (Paz) se faz presente. A todos, fica o meu desejo de Shaná Tová (Bom Ano).
Escritor, engenheiro e administrador
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia