Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de setembro de 2016. Atualizado às 22h48.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Alemanha

Notícia da edição impressa de 05/09/2016. Alterada em 04/09 às 22h35min

Partido anti-imigração ameaça reduto de Merkel

Pela primeira vez em uma eleição, o partido anti-imigração de direita alemão, Alternativa para a Alemanha (afD) ganhou mais votos que o de centro-direita da chanceler Angela Merkel, União Democrata-Cristã (CDU). A mudança de panorama ocorreu ontem, na região de Mecklemburgo-Antepomerania, no Nordeste do país, de acordo com a última projeção dos votos.
O partido de centro-esquerda social-democrata (SPD) ganhou a maioria dos votos na região, com 30,5%, mostraram as projeções iniciais da Infratest Dimap, após o fechamento das urnas. O líder da sigla no estado, Erwin Sellering, deve continuar seu governo como primeiro-ministro da região.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia