Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de setembro de 2016. Atualizado às 12h28.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança Pública

30/09/2016 - 12h24min. Alterada em 30/09 às 12h31min

Servidores da segurança paralisam e denunciam Sartori por descumprir ordens judiciais

Servidores se concentram em frente ao TJ-RS e mantêm apenas atendimentos de urgências

Servidores se concentram em frente ao TJ-RS e mantêm apenas atendimentos de urgências


Marcelo G. Ribeiro/JC
As 15 horas de mobilização dos servidores da segurança pública do Rio Grande do Sul afetam o funcionamento de delegacias de Polícia e outros serviços em todo o Estado. Apenas ocorrências de casos urgentes e mais graves e Lei Maria da Penha são registrados, esclarece o presidente do Sindicato dos Escrivães, Investigadores e Inspetores da Polícia do Estado (Ugeirm-Sindicato), Isaac Ortiz. A mobilização se encerra às 21h. 
Em Porto Alegre, os servidores se concentram na sede do Tribunal de Justiça do RS (TJ-RS) na avenida Borges de Medeiros. Por volta das 11h, a direção do Ugeirm-Sindicato entregou à vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RS), a desembargadora Maria Isabel de Azevedo Souza, pedido de providências, pois alegam que o governador José Ivo Sartori (PMDB) está descumprindo decisões judiciais.
Segundo Ortiz, o parcelamento dos salários do funcionalismo e a manutenção de presos em delegacias não poderiam ocorrer, pois são alvo de decisões da Justiça. "Entregamos documentos à desembargadora pedido que o governador seja responsabilizado pelo que não está fazendo, ao descumprir as decisões", disse Ortiz. Na tarde desta sexta-feira, o secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, visitará a sede do sindicato. Ortiz disse que foi uma agenda marcada  por Schirmer.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia