Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de setembro de 2016. Atualizado às 23h24.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Habitação

Notícia da edição impressa de 09/09/2016. Alterada em 08/09 às 23h22min

Moradores da ocupação Lanceiros Negros pedem política habitacional

Ocupantes já enfrentaram duas tentativas de reintegração de posse

Ocupantes já enfrentaram duas tentativas de reintegração de posse


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Isabella Sander
Os moradores da ocupação Lanceiros Negros promoveram um protesto, nesta quinta-feira, no Centro da Capital, até a frente da prefeitura, pedindo a criação de uma política habitacional. Cerca de 70 famílias moram desde novembro passado em um prédio na esquina das ruas General Câmara e Andrade Neves. A edificação pertence ao governo do Estado, mas estava abandonada há mais de dez anos.
Os ocupantes enfrentam um processo judicial da Procuradoria-Geral do Estado, que afirma que o imóvel estava passando por reformas para receber órgãos estaduais, que hoje funcionam em locais alugados. O governo conseguiu, em duas ocasiões, a reintegração de posse, porém as ações foram canceladas após liminares judiciais. Em audiência de conciliação em agosto, o Estado teria prometido nova reintegração para outubro, segundo Nana Sanches, integrante da coordenação da ocupação. "Nesse encontro, pedimos que tivéssemos, ao menos, até o final do ano letivo das crianças para estar aqui, mas o governo se negou a isso e nos deu 60 dias para sair. Acreditamos que, terminado o período eleitoral, tentarão um novo despejo", estima.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia