Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de setembro de 2016. Atualizado às 13h53.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Automobilismo

Notícia da edição impressa de 23/09/2016. Alterada em 23/09 às 13h54min

Stock Car: todos contra Felipe Fraga em Londrina

Categoria retorna ao traçado após três anos ausente da cidade no norte paranaense

Categoria retorna ao traçado após três anos ausente da cidade no norte paranaense


FERNANDA FREIXOSA/VICAR/DIVULGAÇÃO/JC
Quando a Stock Car correu pela última vez em Londrina, no ano de 2012, Felipe Fraga tinha 16 anos e disputava a Fórmula Renault na Europa. Desde a última visita da principal categoria do automobilismo brasileiro à cidade do Norte paranaense, bastante coisa mudou. Cacá Bueno, último vencedor da categoria no autódromo Ayrton Senna, continua na ativa, vivo na disputa e recém-anunciado como reforço da Cimed para 2017.
Fraga, dos tempos de monopostos na Europa, é o atual líder da Stock. Ele conquistou duas vitórias na temporada - a última delas em Interlagos, na Corrida do Milhão, há duas semanas. Além do dinheiro na conta com o resultado, Fraga deixou a capital paulista com um cenário extremamente favorável: somou mais 30 pontos e viu seu principal rival (e companheiro de equipe) Marcos Gomes ficar de fora da corrida ainda na primeira volta após um toque com Ricardo Maurício Gomes, caindo da vice-liderança para a sexta colocação, com os mesmos 112 pontos.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia