Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de setembro de 2016. Atualizado às 22h58.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Turismo

Notícia da edição impressa de 28/09/2016. Alterada em 27/09 às 22h21min

Cisne Branco retoma os passeios no próximo mês

Após seis meses de reformas, barco estará aberto neste fim de semana para visitação gratuita do público

Após seis meses de reformas, barco estará aberto neste fim de semana para visitação gratuita do público


RICARDO GIUSTI/PMPA/JC
Adriana Lampert
A partir do próximo dia 7, o Barco Cisne Branco voltará a flutuar pelas águas do Guaíba. Dentre as atrações da embarcação, no primeiro fim de semana ocorrerão saídas gratuitas abertas ao público (dentro do limite de pessoas que o barco comporta) em dois horários: às 9h e às 13h30min. Após oito meses do incidente que suspendeu a navegação pela primeira vez em seus 38 anos de história, devido à tempestade no dia 29 de janeiro, a embarcação retorna à lista de alternativas do roteiro turístico da Capital, com estrutura recuperada e modernizada.
A reinauguração do barco ocorreu no Cais do Porto na manhã de ontem, Dia Mundial do Turismo. Segundo a proprietária e diretora do Cisne Branco, Adriane Hilbig, foram investidos mais de R$ 1,5 milhão na restauração do equipamento, que agora tem capacidade para 300 pessoas.
Foram seis meses de reforma, lembrou Adriane, que apresentou aos convidados a programação de passeios turísticos no Guaíba para a temporada de outubro deste ano até março de 2017. Neste fim de semana, o barco estará aberto para visitação gratuita. Apesar de manter as características estruturais, a embarcação recebeu melhorias, como acessibilidade para cadeirantes no banheiro e novos sistemas de luz e som. Também foram substituídas as chapas de ferro do casco, todo mobiliário, janelas, forro, paredes e motor.
Segundo as arquitetas Monique Fontes e Ágatha Arboitte, responsáveis pelo projeto de restauro, durante a próxima semana ainda será realizada uma vistoria pela Capitania dos Portos do Rio Grande do Sul. Além dos parceiros que contribuíram com um quarto do valor total, a cerimônia oficial de reinauguração contou com a presença de autoridades, a exemplo do prefeito José Fortunati e do secretário municipal de Turismo adjunto, José Peres.
"Nos últimos dois anos, o Cisne Branco transportou mais de 116 mil pessoas, o que demonstra sua importância para o segmento de turismo náutico de Porto Alegre", destacou Peres. "Precisamos recuperar com força nossa relação com o Guaíba, e o trabalho desenvolvido pelo Cisne Branco contribui muito neste processo", comentou Fortunati.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia