Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de setembro de 2016. Atualizado às 23h33.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

infraestrutura

Notícia da edição impressa de 23/09/2016. Alterada em 22/09 às 20h48min

Petrobras gastará US$ 105 bilhões com o pagamento de dívidas

Ao apresentar o Plano de Negócios para o período entre 2017 e 2021 a empresários do setor petrolífero na noite desta quarta-feira, o presidente da Petrobras destacou o esforço da companhia para se recuperar e executar seus investimentos previstos em US$ 74,1 bilhões. Isso porque, segundo o executivo, de uma demanda total de recursos de US$ 179 bilhões para os próximos cinco anos, US$ 105 bilhões se referem a pagamentos do serviço da dívida e amortizações. Deste total, só de amortizações o valor chega a cerca de US$ 73 bilhões, além de outros US$ 32 bilhões em despesas financeiras.
"Ou seja, de uma demanda total de US$ 179 bilhões, US$ 105 bilhões são de serviço da dívida, vejam o tamanho dessa questão para nós", destacou Parente. Por isso, segundo Parente, o programa de vendas de ativos de US$ 19,5 bilhões para os próximos dois anos e as parcerias são essenciais para a Petrobras conseguir executar seu programa de investimentos.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia