Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 18 de setembro de 2016. Atualizado às 22h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Turismo

Notícia da edição impressa de 19/09/2016. Alterada em 18/09 às 22h27min

Cicloturismo aproxima turista da cultura local

Grupos de 20 a 30 pessoas participam dos roteiros pelas margens de rios e trilhas nas cidades europeias

Grupos de 20 a 30 pessoas participam dos roteiros pelas margens de rios e trilhas nas cidades europeias


BIKE EXPEDITION/DIVULGAÇÃO/JC
Adriana Lampert
Vivenciar o lugar e conhecer o destino "com a alma" é a principal proposta dos passeios de bicicletas inclusos em pacotes formatados por operadoras especializadas em viagens de luxo, que, desde o ano passado, ganharam uma versão mais popular. Com roteiros traçados para percorrer cidades do interior de países europeus, em sua maioria, empresas brasileiras em parceria com agências locais oferecem desde a possibilidade de realizar trilhas com verdadeiro aparato de apoio ao ciclista até visitas dos grupos a vinícolas localizadas na República Tcheca, durante trajeto pelas margens do rio Elba.
Uma delas é a operadora Bike Expedition, que criou uma categoria de valores mais acessíveis para introduzir o produto no mercado convencional. "Mas continuamos com os pacotes de luxo", pondera a proprietária da empresa, Adriana Kroehne. Para 2016, a operadora planejou 40 saídas para a Europa. A média de adesão é de cerca de 300 pessoas por ano, garante Adriana. Entre os destinos mais procurados estão Avignon e Arles, no Sul da França, e o trajeto que vai de Bruges, na Bélgica, até Amsterdã, na Holanda. Ambos passeios são feitos também de barco, onde os turistas realizam as refeições e descansam.
Pela manhã, um grupo de 20 a 30 pessoas sai para percorrer trilhas e rotas de bicicleta e ciclovias, contornando rios e canais, e contemplando paisagens de belos jardins. Os trajetos são feitos de forma tranquila, sem que seja necessário um condicionamento físico de esportista. "Também ocorrem paradas para um café, para conversar com os moradores dos destinos, para fazer fotografias, comer uma fruta no pé, entre outros", comenta Adriana. Após o almoço, os turistas têm as tardes livres.
"Começamos com as viagens de luxo, mas, devido à recessão, criamos este pacote, e tem tido uma ótima demanda", afirma a proprietária da Bike Expedition. A diferença é que, na viagem de luxo, os turistas se hospedam em hotéis cinco estrelas, e uma van acompanha o percurso realizado de bicicleta, para garantir infraestrutura mais confortável. Se um dos ciclistas cansar, pode seguir o caminho dentro do veículo, que também é munido de kit de primeiros socorros, água gelada e outros mimos, como barrinhas de cereais.
A blogueira Ana Carolina Lembo, 25 anos, afirma que a experiência foi uma das melhores dentre todas as viagens que já fez. Ela e a mãe, Maria Claudia (54), percorreram a região do Alentejo, em Portugal, por oito dias, junto com um grupo de luxo organizado pela agência Interpoint Viagens e Turismo. Durante os passeios, paravam em vinícolas e beiras de rios para prestigiar a culinária local em piqueniques "regados" a vinho. "Portugal tem muitas cidades pequenas, que são bem interessantes de se conhecer. E o tour de bike é desafiador: fizemos 40 quilômetros por dia, uma superação a cada distância."

Viajantes podem alugar os equipamentos nos destinos

Com valor a partir de ¤ 2,5 mil por pessoa, a agência Interpoint Viagens e Turismo prepara roteiros personalizados, com percursos considerados de modalidade fácil. "Se percorre uma média de 52 quilômetros de bicicleta por dia. Os pacotes incluem café da manhã, acomodações de luxo exclusivas, transferência de bagagem de hotel para hotel, almoços gourmet em piquenique, jantares exclusivos com vinho, guias especializados, atividades extras descritas no programa, bicicleta (MTB equipada com pneus híbridos), capacete, seguros e veículo de suporte técnico completo durante o passeio", enumera a diretora da empresa, Heloisa Levy.
Para setembro, a Interpoint está com um roteiro de bicicleta pelo Alentejo com passeios por hectares de vinhas. "Além de promover uma sensação de liberdade única, a bike permite que o viajante aproveite ao máximo as paisagens ao redor", comenta Heloisa. "O Alentejo, uma das regiões mais belas e históricas de Portugal, é um prato cheio para se conhecer sob duas rodas, não só pela rica gastronomia e excelentes vinhos locais - que podem ser aproveitados sem peso na consciência após algumas pedaladas -, mas pelos lindos cenários com extensos campos de sobreiros e olivais e as tradicionais casas caiadas de branco."
Outra alternativa são os cruzeiros fluviais pelos rios da Europa com a AmaWaterways, que, a partir do próximo ano, terão 100 opções de viagens de luxo com aventura de bicicleta e caminhadas para diversos destinos. Os pacotes combinam cicloturismo pelos rios Reno, Sena e o Douro, em Portugal, fornecendo aos visitantes com interesse em história e cultura a oportunidade de conhecer lugares como o Vale do Wachau, em Donauradweg, na Alemanha.
"Nosso trabalho com Backroads tem sido um sucesso até agora, melhorando a experiência dos nossos clientes, ao mesmo tempo atraindo uma nova categoria de viajantes para o mercado de cruzeiros fluviais em rápida expansão", destaca a vice-presidente executiva e sócio-proprietária da AmaWaterways, Kristin Karst.
O nicho também está sendo aproveitado pela agência promotora de turismo da República Tcheca no Brasil. "É um produto novo e, em comparação com destinos clássicos da Europa, possui roteiros mais baratos", afirma o representante da República Tcheca no País, Luiz Fernando Destro. "Os meses de maio e junho, agosto e setembro são os períodos mais demandados por turistas brasileiros, cujo perfil varia desde atletas até famílias com crianças."
Os visitantes podem alugar os equipamentos, e inclusive realizar alguns trajetos com guias locais. "O grande diferencial é que existem lugares que só se consegue alcançar com as trilhas de bicicleta, como é o caso do percurso que costeia o rio Elba (que vai da República Tcheca até a Alemanha, passando pela Polônia)", comenta Destro. "Dentre outros atrativos, passar por vilarejos, percorrendo estradas pequenas e muito bonitas, é uma oportunidade de encontrar pequenos tesouros no interior do país."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia