Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de setembro de 2016. Atualizado às 16h29.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 14/09 às 16h33min

Ouro fecha em alta, beneficiado pelo dólar mais fraco e após sequência de quedas

Os contratos futuros de ouro fecharam em alta nesta quarta-feira (14) beneficiados pelo dólar mais fraco e também pelas expectativas menores de que o Federal Reserve, o banco central norte-americano, possa elevar os juros em sua reunião deste mês. Com isso, o ouro interrompeu uma sequência de cinco quedas consecutivas.
O ouro para dezembro, negociado na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fechou em alta de 0,2%, a US$ 1.326,10 a onça-troy.
O metal precioso tem sido em grande medida influenciado pela movimentação do dólar e por comentários de dirigentes do Fed nas últimas semanas, com investidores avaliando a chance de uma elevação dos juros antes do fim do ano. Taxas mais altas tendem a pressionar o ouro, que não paga retorno e compete com ativos que têm retorno maior quando os custos do empréstimo sobem.
A reunião do Fed ocorre nos dias 20 e 21 e, até que saia a decisão, o mercado de ouro deve continuar contido, na avaliação de operadores.
"Nós teremos certa paz até o dia 21. Não estamos mais contando com uma alta nos juros em setembro", disse George Gero, diretor-gerente da RBC Wealth Management. "Mas, como o espectro de taxas de juros mais altas não desapareceu, o rali é contido."
Gero afirmou que a volatilidade recente no mercado de ações também renovou o interesse pelo ouro, considerado um ativo mais seguro por muitos investidores.
No caso do câmbio, um dólar mais fraco impulsiona o ouro, já que o metal é cotado em dólares e nesse caso se torna mais barato para os detentores de outras divisas. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia