Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de setembro de 2016. Atualizado às 11h14.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Bovespa abre em queda e renova mínimas após Nova Iorque

A Bovespa abriu em queda nesta terça-feira (13), ampliando as perdas em sintonia com o início dos negócios em Wall Street. Especulações sobre quando o Federal Reserve (o banco central norte-americano) deve voltar a elevar os juros nos Estados Unidos provocam aversão a ativos risco no mundo, e as bolsas de Nova Iorque devolvem parte dos ganhos da véspera.

O petróleo em desvalorização de cerca de 2,0% também contribui para aumentar a cautela dos investidores no pregão desta terça. Por volta das 10h45min, o Ibovespa operava em baixa de 1,55%, na mínima, aos 57.678,15 pontos, enquanto o Dow Jones perdia 0,85%, o S&P 500 cedia 0,88% e o Nasdaq recuava 0,57%.

No exterior, os dirigentes do Fed entram nesta terça em período de silêncio, em função da reunião da política monetária do banco central norte-americano na semana que vem, nos dias 20 e 21. Por isso, as próximas mudanças de apostas de Wall Street sobre as chances de elevação dos juros terão de basear-se em indicadores da atividade econômica a serem divulgados ao longo desta semana. A partir de quinta-feira saem dados de vendas no varejo, produção industrial, pedidos de auxílio-desemprego e o índice de confiança dos consumidores.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia