Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de setembro de 2016. Atualizado às 13h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tributos

Notícia da edição impressa de 09/09/2016. Alterada em 08/09 às 22h47min

Governo reforça pessoal para combater sonegação

Há mais de 15 anos não havia concurso para técnico, recorda Bins

Há mais de 15 anos não havia concurso para técnico, recorda Bins


JONATHAN HECKLER/JC
Concursados da Secretaria da Fazenda serão chamados para ampliar as ações voltadas ao equilíbrio das contas públicas. A confirmação foi feita pelo governo do Estado na tarde desta quinta-feira. Os 100 novos técnicos serão alocados em atividades da Receita Estadual, Tesouro do Estado e Contadoria e Auditoria-Geral do Estado, com foco prioritário no combate à sonegação, controle de gastos e aumento da arrecadação.
Os novos servidores estarão submetidos ao regime de Previdência Complementar do Estado, que entrou em vigor no dia 19 de agosto. Além do anúncio, até outubro devem ser convocados os aprovados no concurso para auditor fiscal do Estado. As nomeações são possíveis porque, devido às ações de gestão, o Estado não está mais nos limites proibitivos da Lei de Responsabilidade Fiscal.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Carlos 16/09/2016 18h40min
É, importante destacar que o governador não queria nomear e com toda razão! Cada técnico ganha 9 mil reais e atua como digitador, protocolar orçamento de documentos ganha mais que 4 brigaria nos juntos, mesmo sem fazer absolutamente nada de combate efetivo contra a sonegação. Mas um detalhe contou mais alto... o filho do tal secretário adjunto da Fazenda estava entre os nomeados.... tudo explicado e a sociedade fica com a contas dos Barnabézinhos!