Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de setembro de 2016. Atualizado às 23h22.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

agronegócios

Notícia da edição impressa de 09/09/2016. Alterada em 08/09 às 20h31min

Blairo Maggi negocia venda de carne suína para a Coreia do Sul

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) considerou positivo o saldo da sua visita a Seul, na Coreia do Sul, que terminou na quarta-feira. Ele conseguiu do vice-ministro da Agricultura, Lee Jun-won, a promessa de que o processo para a aprovação da importação da carne suína de Santa Catarina seja concluído no início do próximo ano, quando técnicos do governo sul-coreano deverão vir ao Brasil para uma série de visitas técnicas aos frigoríficos. O mercado da Coreia do Sul é de 50 milhões de consumidores.
As negociações para a entrada de carne suína brasileira no mercado sul-coreano já se arrastam por uma década. "O governo e os produtores de Santa Catarina têm de manter a pressão, porque esta penúltima etapa deve estar concluída em novembro. E, quanto mais cedo os sul-coreanos fizerem a visita técnica, mais rápido colocaremos nossa carne suína no seu mercado", disse Blairo antes de embarcar para Hong Kong, onde cumpre a terceira etapa de sua viagem à Ásia. Santa Catarina é o maior estado produtor de suínos do Brasil.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia