Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de setembro de 2016. Atualizado às 23h22.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura Internacional

Notícia da edição impressa de 09/09/2016. Alterada em 08/09 às 23h22min

Economistas não acreditam em alta de juros

Janet Yellen reconheceu que há uma defesa do aumento da taxa

Janet Yellen reconheceu que há uma defesa do aumento da taxa


WIN MCNAMEE/GETTY IMAGES/AFP/JC
Uma pesquisa elaborada pelo Wall Street Journal mostrou que somente 13% dos economistas ouvidos esperam que o Federal Reserve - Fed, o Banco Central (BC) norte-americano - decida elevar os juros neste mês. Para 74% dos analistas consultados, o BC dos Estados Unidos esperará até dezembro antes de apertar a política monetária.
Os economistas ouvidos ainda disseram que o ritmo das altas futuras deve ser lento. No universo ouvido, 20% acreditam que pode haver uma recessão no próximo ano nos Estados Unidos. Os economistas ainda avaliam que o progresso no mercado de trabalho tem desacelerado.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia