Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de setembro de 2016. Atualizado às 12h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

negócios corporativos

Alterada em 07/09 às 12h52min

Dell conclui aquisição da EMC, em negócio de US$ 60 bilhões

A Dell anunciou nesta quarta-feira que concluiu a aquisição da companhia de armazenamento de dados EMC, em negócio avaliado em US$ 60 bilhões. Esta foi a maior fusão já realizada no setor de tecnologia. A nova companhia, que se chamará Dell Technologies, terá cerca de 140 mil funcionários globalmente e manterá as operações em Hopkinton, Massachusetts, onde ficava a sede da EMC.
O negócio, anunciado em 12 de outubro do ano passado, levou quase 11 meses para ser concluído. A Dell, de capital fechado, comprou não apenas a EMC, mas também suas subsidiárias. A fusão é uma resposta à redução dos mercados para os negócios principais tanto da Dell quanto da EMC, num momento em que a tecnologia é redirecionada a dispositivos móveis e servidores usados na computação em nuvem.
As vendas de computadores pessoais diminuíram 9,8% em 2013, 10,4% em 2015 e devem cair 7,3% neste ano, para US$ 161 bilhões, de acordo com a International Data Corp. O mercado para servidores e hardware de armazenamento e rede, avaliado em US$ 64 bilhões, deve diminuir 1,3% ao ano pelos próximos quatro anos.
A Dell, terceira maior vendedora global de PCs, de acordo com a IDC, tem grande penetração em pequenas e médias empresas. Já a EMC, maior companhia de armazenamento de dados em termos de vendas, fez incursões em grandes empreendimentos. Juntas, as duas companhias poderiam, em tese, vender muito mais produtos da Dell a clientes da EMC, segundo analistas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia