Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 05 de setembro de 2016. Atualizado às 12h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

PMI de Serviços do Brasil cai para 42,7 pontos em agosto, diz Markit

O índice de atividade dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do Brasil caiu para 42,7 pontos em agosto, de 45,6 pontos em julho, segundo dados da provedora Markit. Com isso, o PMI composto, que leva em conta também o setor industrial, recuou para 44,4 pontos, de 46,4 pontos.

Na pesquisa de serviços, cinco das seis categorias tiveram retração, com exceção de intermediação financeira. No geral, os pedidos de novas encomendas recuaram pelo 18º mês seguido. Segundo os entrevistados, as frágeis condições econômicas e a incerteza política são fatores essenciais para explicar essa redução.

Mesmo assim, as expectativas dos gerentes para os próximos 12 meses são positivas, embora tenham caído em agosto ante julho e permaneçam abaixo da média histórica. "A recessão no Brasil continua a impactar profundamente o mercado de trabalho e as empresas tentam amenizar a crise cortando custos. A forte queda no nível de emprego sugere que as companhias estão se preparando para um período prolongado de fragilidade na economia", diz no relatório a economista Pollyana de Lima.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia