Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de setembro de 2016. Atualizado às 22h18.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 04/09 às 22h23min

Arábia Saudita corta preços do petróleo na Europa, mas aumenta na Ásia

A Arábia Saudita cortou neste domingo (4) o preço que cobra dos compradores de petróleo na Europa, mas aumentou o valor drasticamente na Ásia.
Em comunicado enviado aos clientes, a empresa estatal Aramco diz que reduziu os preços para o petróleo em US$ 0,50 por barril no Norte e no Oeste da Europa e em US$ 0,75 no Mediterrâneo no próximo mês. Na Europa, aonde a demanda é fraca, a Arábia Saudita está enfrentando competição com o Iraque, Rússia e Irã, que recentemente entregou seu primeiro carregamento para a Polônia.
Entretanto, a competição amenizou na Ásia, aonde a Aramco aumento o preço do petróleo em US$ 0,90 por barril.
Uma maior rivalidade nos preços da commodity na Europa ocorre no momento em que a Arábia Saudita deve se encontrar no fim do mês com a Rússia, Irã e outros produtores de petróleo para discutir um possível congelamento da produção.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia