Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 02 de setembro de 2016. Atualizado às 12h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

energia

Alterada em 02/09 às 12h13min

State Grid assina compra de ações detidas pela Camargo Corrêa na CPFL Energia

A chinesa State Grid assinou nesta sexta-feira (2) compra de fatia da Camargo Corrêa na CPFL Energia. Assim, prossegue a transação para a entrada da State Grid na distribuidora de energia paulista, como havia sido anunciado em 1º de julho. Até então, as empresas tinham assinado uma "Letter Agreement", para posterior assinatura do contrato de aquisição de ações, quando concluída auditoria legal (due diligence).
A assinatura coincide com visita do presidente Michel Temer e autoridades à China, para uma série de acordos de investimento.
A Camargo Corrêa S.A. (CCSA) venderá à State Grid sua participação de 23,6% na CPFL Energia ao preço de R$ 25,00 por ação, mais ações da CPFL Energias Renováveis, em que a distribuidora possui 51,6% de participação, totalizando cerca de R$ 6 bilhões.
A próxima etapa será estender a proposta aos demais acionistas do bloco de controle - Previ, com fatia de 29,4%, e Bonaire Participações (que reúne Petros, Fundação Cesp, Sistel e Sabesprev), com 15,1% - que terão 30 dias para se manifestar sobre direitos de preferência ou de venda conjunta (tag-along). Se um destes acionistas aceitar, o mecanismo de tag along será acionado e a proposta deverá ser novamente estendida, desta vez aos acionistas minoritários, por meio de oferta pública de aquisição de ações (OPA).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia